quinta-feira, 11 de setembro de 2008


Lula-lá inaugurou a plataforma P-34 da Petrobras e recolheu amostra de óleo. Com as mãos sujas, sorriu. A companheira da Casa Civil, Dilma Roussef, lembrou Monteiro Lobato e seu livro O poço do Visconde, para expressar o momento lúdico pelo qual atravessa “este país”: “Voltamos ao Sítio do Pica-Pau Amarelo. O sítio é o Brasil e a Petrobras achou petróleo atrás do galinheiro”. Depois dessa FHC pediu para que o país deixe de lado as “calças curtas”. Até tucano canta de galo nesse terreiro! Có-có-déco!

Não há dúvidas de que vivemos no Sítio. O instituto Ipsos entrevistou mil brasileiros em 70 cidades de nove regiões metropolitanas. Ao apontar o Brasil no mapa-múndi metade acertou. Os outros 50% nem sequer sabem onde fica o próprio galinheiro. Pior: para 2% que cacarejou, o Sítio fica na Argentina! Pibe, diz que fica no inferno, mas não diz Argentina! Outros apontaram o Brasil na África; mas a dúvida é cruel: estaria na República Democrática do Congo ou Chade? Outros 29% desistiram da resposta. É o resultado da pesquisa Pulso Brasil. Quem nunca confundiu Amapá com Canadá que atire o primeiro Visconde de Sabugosa! “Marmelada de banana, bananada de goiaba, goiabada de marmelo. Sítio do pica-pau amarelo.”

E a Cuca da ignorância assusta sem dó: dos frangotes que já passaram por uma faculdade, 10% nem imaginam que a terra de Lobato está localizada na América do Sul. Já no ensino médio são 30% dos galetos. Isso porque devem estudar geografia por seis anos! E os pintinhos que ainda nem saíram da casca do ensino fundamental preocupam o futuro da granja: 50% não dão um pio sobre o assunto. “Boneca de pano é gente, sabugo de milho é gente. O sol nascente é tão belo! Sítio do pica-pau amarelo”.

Se o próprio galinheiro é terra desconhecida aos brasileiros, imagine atrás dele: só 3% reconhecem a França e 84% ignoram de que o país de Maradona faz fronteira com o país de Pelé. "O estudante que não decifra o mapa-múndi não reconhece o mundo concreto que o cerca. É simples assim", sentenciou a secretária de Educação de São Paulo, Maria Helena Guimarães de Castro. Alô PSDB! “Rios de prata, pirata, vôo sideral na mata, universo paralelo. Sítio do pica-pau amarelo”.

Mas aqui no Sítio nosso hobby é criticar os americanos. Enquanto só 18% dos brasileiros sabem onde ficam os EUA, 86% dos estadunidenses reconhecem seu terreiro no mapa; 81% sabem que o país de Emiliano Zapata faz fronteira com o país de Luther King e 54% reconhecem a França. O diabo é que 47% sabem onde está a Argentina!

Tenho pena do brasileiro. Cisca uma TV, um MP3, um DVD no “universo paralelo” e vota na Dona Benta que lhe dá o farelo da riqueza nacional. Abriu o bico: não tem saúde, educação, alimentação, habitação, segurança, respeito, justiça; enfim, democracia plena. Mesmo com a raposa dos impostos abocanhando R$ 700 bilhões até o momento.

Já a ministra Dilma é uma granjeira rendida à elite neoliberal capitalista que manda no Brasil há 500 anos, estudou com os riquinhos da USP e conhece Monteiro Lobato. Viu só, também sei fazer retórica petista “pogreçista”! Nunca na história deste Sítio uma trilha sonora está tão cotada a hino nacional: “No país da fantasia, num estado de euforia, cidade polichinelo. Sítio do pica-pau amarelo”. Có-có-có-déco!

Um comentário:

Marcelo Rubens Machado disse...

conterrâneo bauruense, londrinense e anti-hipocrisia-lulense.

parabéns pelos textos. ótimo trabalho.

abç.

marcelo machado